Complaince regulatório

Mas o que é mesmo compliance regulatório?

Em geral, conformidade significa estar de acordo com uma regra, seja ela uma especificação, política, norma ou mesmo uma lei interna ou externa a organização.

Compliance regulatório (Regulatory Compliance) ou conformidade regulatória é o esforço que as organizações fazem para garantir, e se manterem, cientes das medidas necessárias para o cumprimento das leis, políticas e regulamentos vigentes.

O crescente número de regulamentações e à necessidade de transparência operacional fazem as organizações adotarem cada vez mais o uso de conjuntos consolidados e harmonizados de controles de conformidade. Isso é feito para garantir que todos os requisitos de governança necessários possam ser atendidos sem desperdiçar recursos e gerar esforços desnecessários.

O que são Regtechs?

Regtechs, anacrônico de Regulatory Tecnology (Tecnologia Regulatória) surge com soluções para reduzir, ou mitigar, os valores com multas, processos manuais e os riscos de conformidade por meio da tecnologia.

Da mesma forma que FinTechs preocupam-se em proporcionar uma incrível experiência para clientes, as RegTechs preocupam-se com o que está por trás: os 90% dos processos bancários restantes.

Uma RegTech tem como proposta de valor básica entregar mais agilidade, velocidade, integração e analytics.

Por esse motivo, é quase inequivocamente saudada como a mantenedora do desempenho e rentabilidade frente aos crescentes aumentos nos custos associados a permanecer em conformidade.

Só para ter uma ideia: Bancos do mundo todo estão gastando mais de 270 bilhões de dólares por ano em compliance e obrigações regulatórias com, em média, de 10 a 15% de sua equipe dedicada somente a isso. Em grandes instituições financeiras, o custo de gerenciamento desses novos riscos regulatórios e de conformidade pode chegar a uma média de US $ 10.000 por funcionário

Em um mundo cada vez mais complexo permanecer em conformidade é um grande desafio.

 

É humanamente impossível manter essa eficiência sem o suporte de tecnologias como as desenvolvidas por Regtechs.

A digitalização regulatória na competitividade bancária.

A crise financeira global de 2008 ensinou para o mundo o que era viver sem transparência e regulamentações nas instituições e, por conta disso, nos anos seguintes ocorreram “avalanches” regulatórias como nunca visto.

 

Isso tudo para que a confiança fosse recuperada e consequentemente a estabilidade financeira, integridade de mercado e proteção aos clientes.

Restrições na alavancagem, políticas de conduta e de remuneração, mudanças na mensuração dos riscos, agravamento nas punições, penalidades e multas, além de muitas outras medidas são exemplos de regulamentações que se tornaram necessárias. Tudo isso levou a um aumento considerável dos gastos e esforços para que essa conformidade fosse alcançada.

A maioria das regulamentações, como não poderia ser diferente, atingiram o setor financeiro e bancário, incluindo a flexibilização que permitiu a entrada das Fintechs no jogo e de novas atividades bancárias como P2P (empréstimo coletivo) e Open Banking (compartilhamento de dados e informações financeiras entre instituições).


O modelo ágil já é uma realidade e empresas e instituições buscam constantemente identificar o quanto de esforço e recursos devem alocar e investir no compliance e como torná-lo ainda mais ágil e eficiente.

A transformação digital no setor financeiro

Com a transformação digital o setor financeiro e bancário viveu uma revolução com agentes focando em partes específicas dessa cadeia, não obstante os clientes agora desejam — e com razão — a mesma experiência de usuário que usufruem nas mídias e no varejo também nos serviços bancários.


Só que a parte que tange a interação do usuário é só a ponta do iceberg, engloba uns 10% das operações do banco. E o back e middle office?

 

É necessário que essa mesma transformação chegue nos processos internos dos bancos para que possam se beneficiar plenamente do potencial econômico gerado por essa revolução.

Não se limita apenas a se permanecer em conformidade, mas ser capaz de identificar as oportunidades e ter agilidade para beneficiar-se rapidamente. Talvez esteja aqui o principal campo de competitividade bancária para a próxima década como monitoramento das publicações regulatórias e seus desdobramentos internos, integração de clientes com processos relevantes, supervisão de todas as transações que têm o potencial de lavagem de dinheiro, desvios de sanções/problemas de fraude, proteção de dados e privacidade.

Para isso sua organização pode contar com os serviços da Legalbot e suas ferramentas. Entre em contato e descubra como você poderá simplificar a regulamentação e diminuir consideravelmente seus custos com compliance.

Onde estamos

 

Contate-nos

A democratização da Inteligência Regulatória

Av. Angélica 2529, Bela Vista - São Paulo/SP

 

+55 (11) 99971-9374

 

contato@legalbot.com.br

© 2020. Legalbot. Todos os direitos reservados.